Retrato David

posted in: Retratos | 0

Retrato Realista de criança

 

O menino que ri com os olhos. O meu doce furacão. Aquele que fisicamente é a fotocópia da sua mãe, essa coisa mágica e maravilhosa dos genes que nos faz lembrar de como éramos e de como crescemos. Olho para ele e lembro-me de mim com esta idade, por isso foi bom retrata-lo a sorrir.

Um dia, chegou a casa vindo da escola, e cantou-me uma linda canção ao ouvido, ainda hoje a cantamos – especialmente quando ele está triste ou menos confiante porque eu sei que esta canção sempre o animou:

 

“O indiozinho estava a chorar
queria um cavalo para montar
foi para o prado ao pé do rio
viu um cavalo cheio de frio

O cavalinho estava a tremer
o indiozinho deu-lhe de comer
fez-lhe festinhas foi pró pé dele
trouxe uma manta dormiu com ele

No outro dia partem os dois
ficam amigos sempre e depois
o cavalinho galopa bem
gosta do dono que agora tem.”

 

O meu cavalinho bravo. O meu doce furacão é tão doce como traquinas e conquista-me sempre com o seu sorriso.

 

Beijos, Carla.

 

Follow by Email
Facebook
Facebook
Google+
Instagram

 

Leave a Reply