aguarela

Aguarelas

posted in: Pintura | 1

Tinta de aguarela

 

Olá

Hoje vamos voltar a falar sobre aguarelas. Sei que no post anterior tinha dito que ia escrever sobre o meu bullet jounal, mostrar como ele está a ficar e o que tenho gostado ou não nesta aventura de criar um diário gráfico.

Acontece que ainda não lhe tirei fotografias, Janeiro foi um mês muito comprido e com acontecimentos menos bons.

As mães desse lado devem saber a sensação que é o telefone tocar e do outro lado ser da escola dos filhos. É uma das piores sensações que já vivi, parece que o coração salta pela boca e que perdemos logo força nas pernas antes mesmo de saber o que se trata.

Pior ainda, é quando a situação é realmente grave. Urgências, sala de cirurgia e muitas emoções à mistura. Ainda eu não tinha feito as pazes com Janeiro do ano passado e já este Janeiro me pregava um susto destes… mas agora já está tudo mais calmo e encaminhado.

Por isso mesmo o post sobre o bullet jounal ficará adiado mais uma vez e eu volto à carga com as aguarelas.

Contei que nem sempre fomos as melhores amigas, as aguarelas eram as tintas que menos me fascinava, aquelas em que eu olhava para elas e pensava “nahhhh deixa pra lá” e por isso nunca tive um grande à vontade com elas.

Até um dia.

 

aguarela

aguarela

 

Um dia, numa arrumação normal aos meus materiais de pintura dei com a caixa de aguarelas intacta. Ali estava ela à minha frente sem um arranhão, uma pincelada, sem uma marca de uso e acho que foi isso que me deixou pensativa. Os materiais de belas artes são caros, mas caros mesmo e se eu tive a sorte de os poder comprar, porque é que estava a desperdiçar a oportunidade de os usar?

Acho que foi o click que faltava.

 

aguarela

aguarela

E desta vez não temi os borrões, nem as manchas, nem os desenhos prontos a ir para o lixo.

Desta vez quis ser eu a comandar a situação e consegui melhores resultados. E parece que se seguiu uma bola de neve gigante pois como os resultados eram melhores, eu entusiasmava-me mais, logo, conseguia dominar mais as técnicas que pretendia e ficava mais contente e confiante.

É por isso que nunca devemos desistir.

Beijos,

Carla.

 

Follow by Email
Facebook
Facebook
Google+
Instagram

Leave a Reply